Postagens

Mostrando postagens de 2016

DEGRADAÇÃO AMBIENTAL: A PERCEPÇÃO DOS MORADORES DA BACIA DO RIO CAJUEIRO, MOSQUEIRO, BELÉM, PA, BRASIL

Imagem
ENVIRONMENTAL DETERIORATION: PERCEPTION OF CAJUEIRO WATERSHED RIVER BASIN, MOSQUEIRO, BELÉM, PA, BRAZIL
PEDRO DA SILVA LEÃO
Gestor Ambiental (UNOPAR) e Especialista em Planejamento e Manejo Integrado em Recursos Hídricos - Instituto de Geociências (UFPA). Pedrosleao@yahoo.com.br
Resumo O processo de degradação ambiental a partir da expansão urbana vem ampliando os problemas socioambientais no entorno das bacias hidrográficas. Por meio da percepção ambiental são estabelecidas inter-relações entre os indivíduos e o meio ambiente que afetam direta e indiretamente quantidade e qualidade da água e a população humana. A partir da percepção ambiental dos moradores a pesquisa levantou o estado atual de degradação do Rio Cajueiro, Ilha de Mosqueiro, Distrito de Belém, PA, Brasil., suas relações e impactos na qualidade de vida dos moradores de seu entorno. Metodologicamente a pesquisa é exploratória e descritiva com uma abordagem qualiquantitativa no que se refere ao tipo de análise e tratamento do…

O estuário amazônico e sua linha costeira

Imagem
As paisagens aquáticas próximas à foz do rio Amazonas consistem de todos os ambientes encontrados na área de contato entre as águas do Amazonas e do Oceano Atlântico: um complexo labirinto de arquipélagos, uma ilha gigante, uma enorme baía de água doce e florestas estuarinas. Na batalha entre a água doce e salgada, é a água doce que domina a ecologia da região. A enorme descarga do rio Amazonas forma uma barreira contra a água salgada e as savanas alagáveis da costa são dominadas pela água das chuvas. A influência marinha é mais facilmente detectada pela presença dos mangues próximo ao oceano.

A gigantesca Ilha de Marajó adiciona mais de 1000 km de linha costeira às paisagens aquática do setor leste da bacia. Um delta interno forma um labirinto de rios e florestas. A região costeira do Amazonas se estende do rio Oiapoque, localizado no limite entre o Brasil e a Guiana Francesa, até o sudeste da Baía de Marajó. A maior parte desta área não está hidrologicamente localizada na bacia amazô…

Amazônia arde: queimadas destroem fauna e flora e agravam o aquecimento

Imagem
Imagens impressionantes feitas pelo Greenpeace durante voo sobre cinco Estados brasileiros (Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso e Pará) revelam a devastação provocada por incêndios na floresta Amazônica - muitos deles provocados propositalmente por humanos.

Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), entre janeiro e junho os focos de incêndio no Brasil aumentaram 81% em relação à média histórica, com dados colhidos a partir de 1999. 
Houve ainda um aumento de 746% no número de queimadas no Amazonas, Estado que costuma ter enormes porções de floresta preservadas.

Para Cristiana Mazetti, da campanha de floresta do Greenpeace, o cenário é consequência da aprovação do novo código florestal, em 2012, que perdoou todos aqueles que desmataram até 2008, e do compromisso assumido pelo governo no ano passado de zerar o desmatamento em 2030. "Isso tudo mandou um sinal verde para quem está desmatando no campo", acredita. 

Queimadas na Amazônia normalmente não são aciden…

Santa Izabel: lixão e óleo poluem rio

Imagem
Rio Caraparu está contaminado por lixão e óleo de indústria. OAB denunciou caso ao Ministério Público Cartão postal e meio de subsistência para o município de Santa Izabel do Pará, na Região Metropolitana de Belém, o rio Caraparu está ameaçado pela poluição provocada por dejetos do lixão municipal e pelo derramamento de óleo. Diante dessa situação, moradores da comunidade denunciaram o problema em abril deste ano à Secretaria de Meio Ambiente local (Semma) e esta semana para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA). O presidente da subseção da OAB em Santa Izabel, José Athayde, informa que protocolou a reclamação ontem ao Ministério Público do Kstado (MPE) pedindo providências urgentes sobre o caso.

O rio Caraparu tem nascente no distrito de Americano e desagua no rio Guamá, no entorno de Belém. De acordo com Athayde. A comunidade encontra no rio um meio de movimentar a economia, por meio de bares e lazer no balneário. No dia 28 de março, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente enviou …

Catalogar todas as espécies de árvores da Amazônia levaria 300 anos

Imagem

Conter o desmatamento não garante a biodiversidade da Amazônia, diz estudo

Imagem

Experiências sustentáveis são premiadas pelo IBAM, em Belém

Imagem