Postagens

Mostrando postagens de 2014

USO DA GEOTECNOLOGIA COMO FERRAMENTA DE ANÁLISE DA COBERTURA VEGETAL IMPACTADA: UM ESTUDO DE CASO DA PRAIA DO PARAÍSO EM MOSQUEIRO-PARÁ, 2013

Imagem
Mateus Nascimento de Souza, Maiara dos Anjos Góes, Mayara Guimarães da Costa, Kamila Cabral Ferreira da Silva & André Luiz Silva da Silva RESUMO A pesquisa teve como objetivo principal analisar a cobertura vegetal impactada por ações  antrópicas na praia do Paraíso localizada na Ilha do Mosqueiro devido a um estudo  prévio da  geotecnologia espacial e programas (Arcgis 10.1 e Google Earth) com o objetivo de gerar dados, mapas e imagens de satélites em prol de identificar diferentes ocorrências de impactos ambientais diretamente e indiretamente causados por ações antrópicas, mediante a uma abordagem qualitativa. De acordo com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE, 2010), caso fosse emancipada,  Mosqueiro, com 28 mil habitantes, estaria entre os municípios paraenses de médio porte. Os moradores, porém, não aceitam os números do censo. Para eles, a população está em torno de 50 mil habitantes. A pesquisa identificou e analisou diferentes impactos: desmatamento, veget…

Projeto transforma pesca do camarão em atividade sustentável no Pará

Imagem
Tecnologia social premiada pela Fundação BB melhorou a qualidade do pescado e aumentou o valor de venda. Hoje o projeto conta com 200 viveiros e atende a 400 famílias na região.
Por Dalva de Oliveira 
Com a adoção de técnicas simples e consciência ambiental, pescadores de camarão da Ilha das Cinzas, município de Gurupá (PA), a 349 quilômetros de Belém, melhoraram a qualidade da pesca na região por meio do uso do Matapi Ecológico, um instrumento para pesca adaptada que permite que apenas os camarões grandes sejam capturados. Desta forma, os camarões menores - ainda não aptos para o consumo - conseguem sair, o que permite preservar a espécie. O projeto Manejo Comunitário de Camarão de Água Doce, criado pela Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas da Ilha das Cinzas (ATAIC) foi o vencedor do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social em 2005, na categoria Região Norte. 
A tecnologia social potencializou os saberes locais e valorizou o trabalho das mulheres na produção dos…

CUIA PITINGA: UTENSÍLIO E ARTE NA AMAZÔNIA

Imagem
A cuia é, o utensílio mais necessário na casa cabocla e, muitas vezes, na cidade, grande é a sua serventia tanto como prato e copo, xícara e vasilha para guardar alimentos, como para carregar água (outro líquido qualquer) no momento do banho, da lavagem da casa, etc.
Minha bisavó Maria tinha-as de todos os tamanhos para tomar o cafezinho, o mingau, o açai, a mujica, o caribé... O resto, isto é, pratos, copos, baixelas ou cristais "era coisa de branco besta" (como se ela branca não fosse), consoante ela dizia. E, ai de quem desdissesse a velha! Da minha parte, açai,mujica, caribé e mingau gosto de tomar na cuia e, em casa alheia, simplesmente recusei porque me serviram em louça fina. Houve quem me chamasse de mal-educada. Paciência! É o meu paraensismo e estamos conversados!
De onde elas vêm ? De uma árvore chamada "cuiainha" pelos nativos; "cuieira" pelos portugueses e por todos nós e pelo pomposo nome de "crescentia cuyté" pelos naturalistas.
H…

A Crise Energética e a Seca mais Cruel dos Últimos 100 anos

Imagem
Temos falado insistentemente sobre a questão da água, inserida no descaso pela gestão do Meio Ambiente, e as Mudanças Climáticas. A situação atual é dramática, e revela a gravidade da crise que afeta nossos recursos hídricos. O rio São Francisco, com suas oito hidrelétricas, reflete o desinteresse das autoridades responsáveis pelas políticas públicas no que concerne à preservação da Natureza, principalmente nos biomas Cerrado e Amazônia.
A situação se agrava ainda mais se considerarmos que nossa matriz energética sempre privilegiou a construção de grandes hidrelétricas. Hoje, a produção deeletricidadedepende quase que exclusivamente das usinas hidrelétricas, termelétricas (movidas a óleo diesel) e da biomassa da cana de açúcar. A energia eólica e solar ainda é insignificante nesse contexto atual. Uma crise no abastecimento de água à população evidencia também a escassez de água nos reservatórios das hidrelétricas. Se essa estiagem perdurar por mais alguns meses, certamente, em meados d…

Estudo "O Futuro Climático da Amazônia" será lançado nesta quinta (30)

Imagem
O cientista e pesquisador Antônio Donato Nobre, do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), lança nesta quinta-feira (30/10) um relatório no qual sintetiza cerca de duzentos dos principais estudos e artigos científicos sobre o papel da floresta amazônica no sistema climático, na regulação das chuvas e na exportação de serviços ambientais para áreas produtivas, vizinhas e distantes da Amazônia. Algumas conclusões que serão apontadas por Nobre conclui que reduzir o desmatamento a zero já não basta para garantir as funções climáticas do bioma. Além de manter a floresta amazônica a qualquer custo é preciso confrontar o passivo do desmatamento acumulado e começar um amplo processo de recuperação do que foi destruído, que somente no Brasil significa uma área de 763 mil Km2, o que equivale a três estados de São Paulo ou a 184 milhões de campos de futebol. O estudo “O Futuro Climático da Amazônia”, elaborado a pedido da Articulação Regional Ama…

Água da Amazônia e a crise de São Paulo

Imagem
A crise de falta d´água em SãoPauloe outras cidades doBrasildeve ser analisada com profundidade. Não estamos diante de um simples problema de chuvas abaixo da média histórica. Estamos diante de uma crise estrutural que requer uma reflexão profunda e mudanças de rumo na maneira com que lidamos com o recurso mais precioso de que dispomos – a água. Convém lembrar de alguns fatos importantes: (i) 2/3 do nosso corpo é formado de água – 90% no caso dos bebês, (ii) nãoconseguimos sobreviver sem água, (iii) a água de baixa qualidade é responsável por boa parte dos problemas de saúde da população – especialmente a de baixa renda, (iv) os igarapés, rios e lagos estão sendo poluídos em escala alarmante e não sustentável na maior parte dos países e (v) a escassez d´ água é um problema que se agrava em quase todo omundo. A análise de um tema de tamanha importância e complexidade merece atenção de todos. O pequeno espaço disponível aqui, obriga-me a focar em apenas algumas facetas desse tema. Limitar…

Casa Cor PR: Aquário amazônico substitui TV na Sala Brasileiríssima

Imagem
Criado em Sexta, 19 Setembro 2014 13:57 Escrito por Redação Com 500 litros de capacidade, vegetação e peixes amazônicos, o aquário é o ponto alto do ambiente de Janaina Macedo Com o conceito de um refúgio urbano, a engenheira civil Janaina Macedo traz em seu ambiente da mostra Casa Cor Paraná 2014 o que o Brasil tem de melhor. Apresentando o tema Sala Brasileiríssima, o paisagismo ficou por conta de plantas nativas – e o centro das atenções é um enorme aquário de 500 litros de águas amazônicas. “O Aquário está sendo um dos grandes destaques da mostra, quem entra na sala Brasileiríssima vai direto nele. O objetivo foi criar uma sala para relaxar, então tirei a TV e no lugar coloquei esse lindo aquário que traz as belezas naturais da Amazônia e proporciona uma sensação de tranquilidade”, conta Janaina Macedo. Variedade e um desafio Montado pela Planeta Aquários, o produto é plantado, o que aumenta o grau de complexidade do aquário. Também há um sistema de iluminação com lâmpadas T5 e um …

País discute ocupação sustentável do bioma marinho

Imagem
CLIPPING Atento à sua responsabilidade de garantir a ocupação sustentável do bioma marinho, o maior do planeta, o Ministério do MEIO AMBIENTE (MMA) promove até esta quarta-feira (8), o Curso de capacitação de Planejamento Territorial Marinho, ministrado pelo oceanógrafo especialista na área Alexandre Mazzer. Membros da Comissão Interministerial para Recursos do Mar (CIRM) e servidores do MMA têm a oportunidade de nivelar os conceitos, ampliar o conhecimento legal sobre o tema e estudar casos internacionais de sucesso. O evento é realizado em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Responsabilidade - “Temos 8 mil quilômetros de costa, 200 milhas de zona econômica exclusiva e estamos assumindo nossa responsabilidade de planejar a ocupação espacial marinha para conservar nosso espaço vital no futuro”, alerta o diretor de Zoneamento Territorial do MMA, Adalberto Ebehard. “Estamos vendo que mar, água, oceano é a vida do continente e o cont…

Pássaros da Amazônia Associados ao Bambu

Imagem